top of page
banner_triunfo_02.png
  • Foto do escritorVoz de Portugal

Oeiras apresentará oportunidades no Brasil em parceria com sociedade luso-brasileira

Igor Lopes

Adriano Martins da Cruz, presidente do Conselho de Administração da Oeiras Valley Investment Agency e Adriano Machado da Pinto Machado


As potencialidades do município português de Oeiras, a cerca de 20 quilómetros de Lisboa, vão ser promovidas no Brasil, ainda este ano, no âmbito de uma missão empresarial organizada pela Sociedade de Advogados “Pinto Machado”, que atua entre Brasil e Portugal, em parceria com a Câmara Municipal de Oeiras e a Oeiras Valley Investment Agency. O objetivo, segundo apurámos, é aproveitar o “crescente interesse no mercado brasileiro pelo segmento de negócios no destino Portugal e destacar o ecossistema de negócios, ciência e tecnologia em ascensão nesse país europeu”. O programa conta com passagens pelo Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo.

Durante esta iniciativa, a expetativa é “reunir empresários com o intuito de promover um intercâmbio de informações sobre o fomento à indústria criativa, além da apresentação dos diferenciais e atrativos competitivos do destino Oeiras Valley para investimentos”. As datas desta missão internacional estão ainda a ser avaliadas.


Missões como forma de intercâmbio

Esta é a terceira missão empresarial internacional realizada pela “Pinto Machado” em menos de um ano. Em outubro de 2022, dezenas de empresários brasileiros participaram num missão em solo português, com foco em Lisboa. No último mês de março, Cabo Verde foi o destino de mais uma missão, com a presença de empresários e autoridades brasileiras, portuguesas e africanas na cidade da Praia. Este nova oportunidade, vai levar ao Brasil a experiência deste escritório de advocacia vocacionado para atuar na assessoria internacional, sobretudo entre Brasil-Portugal.

“Estamos solidificando a nossa presença internacional com esta nova missão. Certamente teremos um grande público durante a nossa passagem pelo Brasil, até porque os empresários brasileiros e o público em geral aguardam para conhecer as oportunidades existentes em Oeiras, mais concretamente no Oeiras Valley”, disse Adriano Machado, um dos sócios da “Pinto Machado”.

Por sua vez, Ana Sofia Pires, também sócia da “Pinto Machado”, acredita que estabelecer parcerias de peso, com a que se está a construir neste momento com Oeiras, é uma mais valia na ligação empresarial entre os dois países”.

“Toda esta movimentação possibilita conhecermos mais e melhores oportunidades. Iremos dar a conhecer ofertas de investimento, além de proporcionar o estabelecimento de network entre os participantes e as autoridades portuguesas”, frisou Ana Sofia Pires.

De acordo com fontes, a comitiva de Oeiras presente no Brasil vai contar com Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras; Francisco Rocha Gonçalves, vice-presidente da Câmara Municipal de Oeiras; António Martins da Cruz, presidente do Conselho da Administração da OVIA (Oeiras Valley Investment Agency); Luís Serpa, diretor municipal de Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano; além de Adriano Machado e Ana Sofia Pires.


Local de “excelência”

Atualmente, o município de Oeiras é já referência para a ciência e a tecnologia, sendo sede de laboratórios de ciência de referência global, por reunir condições ímpares a nível nacional e internacional que posicionam o território como um ecossistema no âmbito do desenvolvimento de I&D (Investigação e Desenvolvimento), empreendedorismo, atração de empresas e promoção da ciência.

O Oeiras Valley é também sede de dois importantes parques empresariais (Tagus Park e Lagoas Park), além de parques de ciência e tecnologia, reunindo mais de 25 mil empresas, o que representa mais de 500 empresas por km². O polo de negócios inclui empresas renomadas em diversos segmentos, como Volvo, Nissan, BMW, Google, Dell, Nike, L’Oréal, Pfizer, Johnson & Johnson, além de instituições de ensino superior e EAD, e empresas de telecomunicações.

Para atrair e manter investimentos, o Oeiras Valley oferece suporte 360 graus à promoção do investimento e desenvolvimento territorial através de incentivos, parcerias, capital humano, infraestrutura etc. O local está localizado a cerca de 20 quilómetros do centro de Lisboa e do aeroporto, o destino de Oeiras conta com preços de habitação competitivos (cerca de mil euros abaixo no comparativo com Lisboa), restaurante com ticket médio cerca de 20% mais baixo e poder de compra 57,1 pontos percentuais acima da média nacional de Portugal. Segurança também é um dos benefícios, com taxa de criminalidade mais de dez pontos percentuais menores que as de Lisboa.

“Estamos a criar condições para tornar Oeiras o maior viveiro de inovação, criatividade e tecnologia em Portugal. Queremos fazer de Oeiras o maior ecossistema de inovação do País, favorecendo a instalação de empresas de base tecnológica, farmacêutica, nanotecnologia e investigação oceanográfica, estimulando a criação de empregos com alto valor acrescentado. Para isso, um dos eixos da nossa estratégia de desenvolvimento passa pela internacionalização da marca Oeiras Valley, apresentando o projeto nos mercados estrangeiros, com o objetivo de captar mais investimento para o município”, afirmou Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, um município que estima investimentos da ordem de 400 milhões de euros na dinamização económica, na educação, habitação, ambiente e inteligência territorial até 2026.

O Oeiras Valley é conhecido por ser líder na indústria criativa, no setor de empreendedorismo e de tecnologia, sendo ainda considerado o “Vale do Silício de Portugal”. Este projeto em Portugal pretende colocar o município de Oeiras no mapa empresarial internacional.


9 visualizações0 comentário

Comentarios


banner_grupo cofico.png
banner_arouca.png
banner_bom e barato.png
banner_686 gourmet.png
banner_breeze's.png
banner_esc. contabil vieira.png
banner_seu antonio.png
banner_AAP.png
bottom of page