banner_triunfo_02.png
  • Voz de Portugal

Leven Siano admite colocar patrimônio pessoal para ajudar Vasco

Em entrevista concedida ao Globo Esporte o candidato fala de seus planos de gestão do clube e admite até utilizar seu patrimônio pessoal para dar o arranque caso seja eleito



Primeiro a lançar a candidatura, Leven Siano busca a presidência do Vasco pela primeira vez. O advogado, de 51 anos, é sócio do clube há apenas seis anos, fez carreira no meio marítimo e no futebol teve clientes como Edmundo e o atual vice de futebol José Luis Moreira.

Ele diz ter investido cerca de R$ 3 milhões do próprio bolso no projeto “Somamos” e admite colocar seu patrimônio pessoal como garantia para dar o pontapé inicial, caso seja eleito. Neste ultimo domingo, o candidato esteve reunido com sócios vascaínos no Arouca Barra Clube e explicou como fará para elevar o Vasco.


O candidato com os templarios vascaínos: a Malta do Vasco


Gestão e equipe - A nossa gestão não vai ser feita por pessoas que integram o Conselho. A nossa gestão vai ser feita por 12 executivos remunerados de mercado. Entre eles, um que foi diretor financeiro do Barcelona, outro que foi diretor executivo do Manchester City, outro que trabalhou no marketing como diretor de vendas das Casas Benfica, outro que é um grande empresário do futebol italiano e grandes empresários brasileiros. São executivos como Elton Simões, que dirigiu o SporTV por 10 anos, então, tem muita competência para desenvolver algo relacionado às mídias do Vasco. – disse Leven.

Temos o Luis Paulo Rosemberg, um vitorioso diretor de marketing do Corinthians e um dos maiores economistas do país. Temos Augusto Tannure, que é diretor do Grupo Abril. Ele comprou, então, é diretor de várias revistas importantes que conhecemos e são lidas por quiçá milhões de brasileiros. E temos ainda o Nilton Maia, que já foi diretor de marketing do Botafogo, do Vitória e do Bahia. Foi também diretor financeiro do Flamengo.


Com empresários e apoiadores no Arouca


Nenhuma das outras chapas, na verdade, apresenta uma equipe. As outras chapas trabalham no modelo obsoleto e ultrapassado que o Vasco vive há décadas. Ou seja, de apostar que pessoas voluntárias, por melhor que sejam, mas sem exclusividade de tempo e dedicação, poderão dar jeito no Vasco. Isso já de comprovou que não dá certo. A gente tem de parar de achar que pessoas que não têm tempo, que não estão no ápice da sua vida produtiva, que vão usar o Vasco como roda e segundo emprego vão dar jeito no clube. A gente não acha que isso é possível. O Vasco precisa de dedicação. E a dedicação tem de ser no mais alto nível da gestão. Gente remunerada se dedicando ao clube. Nenhuma outra chapa tem isso. Somos a única chapa que apresentou nomes de executivos para efetivamente estarem dentro do clube tocando a governança.



Os sócios de mãos dadas em oração pelo Vasco


Candidato garante total dedicação ao clube - Eu já estou fixo há dois anos. Na verdade, o ano que vem não será o primeiro ano da minha gestão. Será uma continuidade. Já me dedico exclusivamente ao Vasco há dois anos para a construção deste planejamento estratégico. Eu tenho disponibilidade financeira e, inclusive, apresentei meu IR, que está aberto para quem quiser conhecê-lo. Duvido que os outros candidatos o façam. Eu tenho condição financeira, ganho muito bem a remuneração em termos de pro-labore. É bastante alta para os padrões brasileiros. Eu vou continuar a ter essa remuneração e não preciso de nenhum centavo do clube. Vou continuar me dedicando exclusivamente.

1 visualização
banner_grupo cofico.png
banner_arouca.png
banner_bom e barato.png
banner_686 gourmet.png
banner_breeze's.png
banner_esc. contabil vieira.png
banner_seu antonio.png
banner_AAP.png

© 2020 por Voz de Portugal. Criado com amor por Nathalia Maciel