banner_triunfo_02.png
  • Voz de Portugal

Covid-19: Governo da Madeira admite retoma de atividades comerciais na próxima semana



Funchal, Madeira, 28 abr 2020 - O vice-presidente do Governo da Madeira, Pedro Calado, admitiu hoje a reabertura de algumas atividades comerciais na próxima semana, após a decisão do Governo da República quanto ao estado de emergência e a respectiva avaliação do executivo regional.

Uma nota de imprensa divulgada hoje indica que Pedro Calado, assim como os secretários regionais do Turismo e da Cultura, Eduardo Jesus, e da Economia, Rui Barreto, reuniram-se hoje, em videoconferência, com os diretores dos centros comerciais Madeira Shopping, Fórum Madeira e La Vie "para discutir as condições para um levantamento gradual e controlado das restrições impostas e uma possível reabertura de algum comércio, já no início de maio".

Segundo a Vice-presidência, o objetivo é iniciar "uma saída progressiva das medidas de contenção, por forma a retomar a atividade econômica, mas zelando sempre pela continuidade das boas medidas de segurança e de saúde pública".

"Neste sentido, e tendo em conta o facto de nestas três grandes superfícies poder haver uma concentração descontrolada de pessoas, será necessário criar instrumentos de regulação e regras de funcionamento que permitam o distanciamento social recomendado e a observância de cuidados especiais, para que os funcionários e os consumidores se sintam mais confiantes aquando da reabertura dos estabelecimentos", refere ainda.

Ainda de acordo com o vice-presidente, o Governo Regional vai agora elaborar um documento em sintonia com o que foi discutido na reunião para, depois, ser analisado em Conselho de Governo de forma a preparar a abertura em segurança destas superfícies.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 212 mil mortos e infectou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 832 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 948 pessoas das 24.322 confirmadas como infectadas, e há 1.389 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

2 visualizações
banner_grupo cofico.png
banner_arouca.png
banner_bom e barato.png
banner_686 gourmet.png
banner_breeze's.png
banner_esc. contabil vieira.png
banner_seu antonio.png
banner_AAP.png

© 2020 por Voz de Portugal. Criado com amor por Nathalia Maciel