banner_triunfo_02.png
  • Voz de Portugal

Covid-19: Câmara da Guarda avança com 26 medidas de apoio a famílias, empresas e instituições

A Câmara Municipal da Guarda lançou um programa extraordinário com 26 medidas para "mitigação dos impactos sociais e económicos" da pandemia da covid-19 nas famílias, no comércio, nas empresas e nas instituições, foi ontem

anunciado.

A autarquia da Guarda, presidida por Carlos Chaves Monteiro, refere em comunicado enviado à agência Lusa que as medidas extraordinárias vão ser aplicadas "de imediato".

"São medidas de apoio às famílias, ao comércio local, às instituições e às empresas, no sentido de promover a proteção e manutenção dos postos de trabalho, e combater o impacto negativo na vida das famílias e instituições do concelho da Guarda", refere a nota.

O programa extraordinário de apoio ‘SalvaGuarda’ "ascende a um total de 850 mil euros na sua aplicação, ao qual acresce mais um milhão e meio de euros para pagamento a fornecedores, relativos aos meses de janeiro, fevereiro e março".

Segundo a autarquia, o plano contempla a redução de 30% sobre tarifas de água, saneamento e resíduos sólidos, nos meses de abril e maio, a todas as famílias, instituições particulares de solidariedade social e empresas do concelho, e o pagamento imediato a todas as empresas que forneceram o município até ao dia 31 de março.

Está também prevista a entrega de equipamentos de proteção individual às instituições particulares de solidariedade social que funcionem como Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas e Lares de Acolhimento e a comparticipação na realização de testes para a covid-19 aos cidadãos referenciados pela Linha Saúde 24 e pela Administração Regional de Saúde do Centro.

O pacote de medidas prevê a isenção ou redução de rendas habitacionais em fogos municipais, a isenção e creditação dos valores já pagos pelas famílias na área da educação, a antecipação, para o mês de abril, do pagamento total dos apoios anuais concedidos às Associações Humanitárias e de Solidariedade Social e o pagamento de 75% do valor total dos Acordos de Execução às Juntas de Freguesia.

Está ainda previsto, entre outras ajudas, a isenção do pagamento das taxas relativas a publicidade a todos os estabelecimentos comerciais que se encontrem encerrados; a isenção integral dos pagamentos de rendas, concessões, taxas ou outros rendimentos devidos ao município, por espaços comerciais/serviços que se encontrem encerrados; e a redução do valor, em 50% das rendas, concessões, taxas ou outros rendimentos por espaços comerciais/serviços, que se encontrem abertos, instalados em espaços municipais ou no domínio público municipal, até 31 de maio.

Para além da isenção do valor das taxas relativas a venda ambulante de produtos alimentares até 31 de maio, o município da Guarda decidiu, até à mesma data, pela redução de 50% do pagamento do parque TIR da Plataforma Logística e pela isenção do pagamento de parquímetros na cidade.

1 visualização
banner_grupo cofico.png
banner_arouca.png
banner_bom e barato.png
banner_686 gourmet.png
banner_breeze's.png
banner_esc. contabil vieira.png
banner_seu antonio.png
banner_AAP.png

© 2020 por Voz de Portugal. Criado com amor por Nathalia Maciel